Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sábado, 3 de setembro de 2016

Petrobrás: o início do fim

Amigos e amigas.
Só o povinho brasileiro alienado e comodista (sempre ressaltando: não estou falando do POVO brasileiro, a minoria consciente e inconformada) ainda faz ouvidos moucos para a insanidade política atual e a defende, afirmando que "no governo do PT, era muito pior!". Por acaso, havia repressões como esta?

Rejeitam com veemência oligofrênica fatos como estes e estes, relevando ou mesmo desprezando outros, como este e este. Mas o caso da Petrobrás é o mais dolorido. Os mesmos golpistas que tiraram Dilma continuam com o seu entreguismo, como atesta o trecho do artigo abaixo, além de tantos outros.
Quem até orou pela saída do PT,
que se penitencie no futuro.
"Toda a bancada do PT votou contra a aprovação do Projeto de Lei 131/2015, de autoria de José Serra (PSDB-SP), que desobriga a Petrobras de investir pelo menos 30% de todos os investimentos na exploração do petróleo em áreas consideradas estratégicas para o país. (...) os defensores da matéria dizem que, em tempos de dificuldade financeira da estatal, alvejada pelos desvios de corrupção descobertos pela Lava Jato, ela será útil no combate à crise econômica."

É a trilhonária Petrobrás sendo grotescamente dilapidada aos abutres mundiais a preço de banana (afinal, este sempre foi o pais dos bananas!), finalizando a privataria tucana. E o povinho continua na sua sanha de perseguir os detratores do golpe, obedecendo ao ilegítimo presidente, que ordenou a todos os seus apoiadores rebaterem a pecha de "golpista". Isto é povinho!

Mas deixo as palavras do "filósofo" Falcão para finalizar:
Ponto final!